Vamos começar este artigo com a definição da palavra fraude. Fraude pode ser definida como uma ação ilícita e desonesta, caracterizada pela falsificação de produtos, documentos, marcas, etc. O propósito da fraude é de enganar outras pessoas para garantir benefício próprio ou de terceiros.

 
É notório em todo canto do planeta que inúmeras pessoas aplicam para vistos nos Estados Unidos com base em atos fraudulentos. Não precisa ser advogado de imigração para ter ouvido algo do gênero. Até mesmo o povo americano conhece o termo “se casou para conseguir o green card“. 
 
Bom a questão a que esta nova administração resolveu realizar investigações mais minuciosas em vários processos de imigração até mesmo em casos de naturalização. A administração Trump vem contratando dezenas de advogados e agentes para detectar atos fraudulentos.
Recentemente, mais de 2.500 casos de naturalização foram encaminhados para revisão aprofundada para possível desnaturalização, dos quais quase 100 foram encaminhados ao Departamento de Justiça para desnaturalização, de acordo com o USCIS.
A própria definição das funções da USCIS (United States Citizenbship and Imigration Services) vem sendo redefinida de benefit agency para enforcement agency.
Outra mudança que merece toda a atenção é a possibilidade de negativa “de pronto”  de qualquer pedido de visto. Durante a administraçao Obama a USCIS foi direcionada a sempre emitir pedidos para mais evidências antes de negar uma petição. A partir de Setembro de 2018 a USCIS pode negar petições sem a necessidade de requerer mais evidências.
Facebooklinkedinmail